Compartilhar

Sobre o NP-BioMar

A história do Núcleo de Pesquisa em Biodiversidade Marinha (NP-BioMar) começa em 26-10-2010, com o lançamento do Programa de Incentivo à Pesquisa da Universidade de São Paulo, coordenado pela Pró-Reitoria de Pesquisa, em cooperação com a Pró-Reitoria de Pós-Graduação e as Vice-Reitorias Executivas de Relações Internacionais e de Administração.

Segundo as diretrizes definidas, docentes e outros pesquisadores da universidade, pertencentes a oito diferentes unidades de ensino e pesquisa da USP e com atuação expressiva em áreas multidisciplinares do estudo da biota marinha, prepararam uma proposta para a criação de um núcleo de pesquisa. Esse projeto leva em conta a contribuição do grupo para o alargamento das fronteiras do conhecimento científico nesse campo de atuação, em nível nacional e internacional, e da perspectiva de aplicação dos resultados em benefício da sociedade.

Assim, em 07-01-2011, foi criado o Núcleo de Apoio à Pesquisa NP-BioMar, vinculado à Pró-Reitoria de Pesquisa e instalado no Centro de Biologia Marinha da Universidade de São Paulo (CEBIMar/USP), em São Sebastião.

A missão do núcleo é a consolidação de um grupo de pesquisa que se torne referência institucional sobre a biodiversidade marinha, tendo como objetivos principais:

1) Gerar bases de dados integradas e georreferenciadas da biota marinha em larga escala, implicando diretamente no subsídio a políticas públicas de uso sustentado do ambiente marinho;

 2) Analisar criticamente o conhecimento atual da biodiversidade marinha, identificando atuais deficiências e propondo alternativas para saná-las;

3) Definir estratégias necessárias para obter avanços significativos em áreas básicas, tais como: evolução, ecologia, bio e filogeografia e biologia da conservação. Criar o ambiente acadêmico adequado para estimular a produção de ciência multidisciplinar e evitar a fragmentação do conhecimento;

4) Capacitar o Centro de Biologia Marinha para atender à nova demanda: criar novos laboratórios para viabilizar a pesquisa em bioprospecção no centro e espaços adequados para reuniões do grupo de pesquisa, seminários e workshops;

 5) Promover o livre trânsito de alunos e pesquisadores profissionais pelos diferentes laboratórios, estimular a co-orientação de teses por docentes com experiência em diferentes áreas do conhecimento e tornar a participação de estudantes em seminários do grupo como atividades curriculares regulares;

6) Transferir conhecimento para órgão públicos e privados, envolvidos em gestão ambiental, e fornecer subsídios para o uso sustentável dos recursos marinhos, em especial a prospecção de bioativos para a geração de novas tecnologias na indústria de alimentos, cosméticos, farmacêutica e agrícola.

 

Joomla 2.5 Templates designed by Web Hosting Reviews